A sequência de cortes na taxa Selic (que é a taxa básica de juros) e a taxa de juros cobrados pelos bancos para financiamentos imobiliários elevaram a procura pela portabilidade do crédito imobiliário. Essa modalidade, nada mais é do que a transferência da dívida para outro banco, onde o consumidor pode até reduzir o valor das parcelas, melhorando as condições do empréstimo e até economizando.

Os pedidos de portabilidade cresceram pouco mais de 100% em 2019, segundo o banco central, totalizando mais de 608 milhões de reais, em mais de 1.600 efetivações, superando nesses primeiros nove meses, o total de 2018.

A explicação para esse aumento da portabilidade é a redução das taxas de juros e a retomada da economia, especialmente do novo fôlego que toma o mercado imobiliário.

Segundo analistas, realmente esse é o melhor momento para essas mudanças, afinal o mercado está favorável, com juros de contratos bem abaixo dos 10%. Para ter uma ideia, nos anos de 2015 a 2017, os juros médios ficaram acima de 10%.

Bancos como a Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander estão com juros menores, todos abaixo dos 8% (taxa mínima), nas duas principais modalidades de financiamento imobiliário, que são SFH (Sistema Financeiro Habitacional) e SFI (Sistema de Financiamento Imobiliário).

Portanto, se você deseja investir num novo imóvel, mas ainda está preocupado com os valores que está pagando no seu imóvel atual, realize uma consultoria financeira e imobiliária e defina a melhor forma de continuar o financiamento para investir em um novo imóvel.

Na dúvida, fale com a equipe de corretores da Márcio Raposo Imóveis. Além da melhor consultoria, certamente você encontrará os melhores imóveis de Alagoas para investir.