Se você adquiriu um apartamento de terceiros ou até novo, mas já pronto para morar e pretende realizar reformas no imóvel, este post é direcionado a você. Isso por que toda reforma em apartamentos deve obedecer algumas regras que vão desde a horários de execução delas, até alterações que são permitidas e  proibidas, especialmente por questões de segurança e preservação estrutural.

Primeiro é importante salientar que a realização de obras num apartamento pode ser feita sempre que o proprietário considerar necessário, desde que respeite regras pré-definidas. Essas reformas são positivas, pois dependendo a reforma, a valorização do imóvel pode ultrapassar 30% do preço que o proprietário pagou ao adquirir. Então, basta apenas atender as normas. Confira:

Regras referentes a horários das atividades

Algo que sempre causa problemas em reformas de apartamentos é referente ao horário em que elas acontecem. Como se trata de um ambiente compartilhado, com diversas outras unidades residenciais, sempre acaba ocorrendo reclamação por barulhos e até por sujeira de áreas comuns.

Para evitar a maximização de problemas e transtornos tanto ao proprietário, quanto aos vizinhos, é necessário que o dono do apartamento que passará por reforma tome algumas providências. Conversar com o sindico e zelador informando sobre a obra, conhecer as regras quanto a horários em que as obras podem ocorrer, e também estipular junto ao síndico, o tempo que a obra levará para ficar pronta. Assim, os moradores poderão ser informados pelo síndico ou zelador e saberão quanto tempo a obra irá durar.

Vale ressaltar que, geralmente, o horário destinado a realização de obras em condomínios é das 8h às 2h e das 14h às 18h. Já nas edificações comerciais esse horário é o oposto.

Circulação de trabalhadores e segurança interna

É comum as pessoas ficarem preocupadas com a circulação de trabalhadores das quais não conhecem no condomínio durante o período da reforma no apartamento vizinho. Para que maiores problemas sejam evitados, é interessante que o dono do apartamento informe ao síndico e à portaria sobre a obra, identificando todas as pessoas que trabalharão no imóvel, para que assim, essas pessoas possam ser sempre identificadas e livres de constrangimentos.

Resíduos e entulhos das obras

Outro ponto que pode gerar conflitos entre moradores e condomínio é quanto ao descarte dos resíduos da obra. Vale ressaltar que o condomínio é, na maioria dos casos, o responsável pelos resíduos das construções, e que esses resíduos não podem ser colocados nas lixeiras do prédio/condomínio. A opção mais viável e que pode ser colocada em prática é a contratação de uma caçamba papa entulho.

Mudanças estruturais

Cada obra mexe em pontos específicos dos apartamentos, portanto é necessário que o projeto da reforma seja montado, aprovado por técnicos, engenheiros e/ou arquitetos e também, em alguns casos, aprovado pelo engenheiro técnico do condomínio. Essa obra não pode comprometer a estrutura física do imóvel, pois prejudicará a segurança de todos os moradores.

Agora que você já conheceu algumas boas dicas para a realização de reformas em apartamentos, chegou a hora de adquirir um apartamento de terceiros com a gente. Fale com o time de especialistas da Márcio Raposo Imóveis e aproveite para comprar o imóvel que mais combina com o estilo de vida da sua família.